Muitas imagens da arquitectura foram «iconoteologia». Many images of ancient and traditional architecture were «iconotheological». This blog is to explain its origin.
25.10.14

O Parlamento do Canadá, em Ottawa, foi palco de acontecimentos que chamaram a atenção para esta Entidade.

Palavra que escolhemos assim - entidade, propositadamente, para diferenciar o edifício daquilo que se passa lá dentro.

No entanto, e como mostra a notícia seguinte da RR - hoje, em que todos temos necessidade de fazer este tipo de separações/distinções e diferenciações, por questões operativas do nosso próprio pensamento, ou das lógicas em que vivemos - no entanto pode acontecer que essas distinções que fazemos estejam erradas, em maior ou menor profundidade?

Actualmente quer-se chegar ao átomo/núcleo de cada ideia (e não à molécula, que como em geral se sabe é maior). Como se em tudo o que se olha, estuda, analisa ou aborda; como se em cada uma dessas entidades houvesse apenas uma única essência, desligada de tudo o resto...

Mas isto que hoje se quer, não era, não foi assim, ao longo do tempo. Mais: muitos que usam e abusam da ideia de Simbolismo, e que em tudo querem ver «simbolismos»; esses mesmos, que vão também cercear a realidade à volta do átomo, claro que assim não percebem nada (de nada)! Não vêem como muito esteve ligado (e ainda está). Concretamente no caso do edifício do Parlamento de Ottawa, como bem comprova a fotografia que acompanha a notícia (e a que se coloca abaixo), há ainda todo um cerimonial, característico das monarquias, que está também directamente relacionado com a arquitectura do edifício.  

stock-photo-gothic-revival-building-of-canadian-pa

 (foto de http://www.shutterstock.com/pic-81882019/stock-photo-gothic-revival-building-of-canadian-parliament-in-ottawa-in-winter.html)

Enfim, este é hoje o cerne das nossas ideias, as que fomos adquirindo depois de estudar o Palácio de Monserrate de Sintra, tendo presente a nossa experiência, sobretudo aquilo que é fazer um projecto*:

Não faz sentido falar de Revivalismos, mas muito mais de Sobrevivências, ancoradas nas escolhas e nas diferenças religiosas que os vários países fizeram: sobretudo a partir Lutero, e das divisões que criou na cristandade.

Na Europa, mas que se expandiram para os novos continentes.

http://primaluce.blogs.sapo.pt/

http://casamarela.blogs.sapo.pt/

~~~~~~~~~~~~~~

*Quem faz projectos, tem a experiência que raramente os Historiadores de Arte têm: sabe da «enorme quantidade de informações», que quer plasmar na obra que está a propor (e cuja existência está a prever). 

link do postPor primaluce, às 00:00 

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




 
Primaluce: Uma Nova História da Arquitectura
Outubro 2014
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24

26
27
28
29
30
31


tags

todas as tags

subscrever feeds
blogs SAPO