Muitas imagens da arquitectura foram «iconoteologia». Many images of ancient and traditional architecture were «iconotheological». This blog is to explain its origin.
24.5.18

O título do post de hoje pretende ser abrangente. Tal como fez muitas vezes André Grabar ao escrever sobre As Vias da Criação na Iconografia Cristã.

Mas este nosso post também pretende - já agora - ligar com outros que se têm escrito sobre a Elipse.

Se vos interessar vejam:

_Grabar-Les voies... 000.jpgPor isso do livro cuja capa está acima retiram-se algumas das suas referências - que foram imensas, repetidas e insistentes - para tentar transmitir as ideias do seu autor relativamente à origem e à composição das imagens da Arte Cristã.

Concretamente sobre a importância do círculo e dos desenhos da Cosmologia - e Cosmografia, geralmente também círculos -, que eram representações cientificas dos astros. Concretamente dos planetas e das suas órbitas (de acordo com Aristóles e o Almagesto*); imagens que entraram directamente na Iconografia Cristã como A. Grabar defendeu.

Por isso deixamos-vos hoje alguns excertos do que escreveu, pois em nossa opinião este autor não pode ter sido mais explícito (embora não compreendido, em toda a profundidade), nos contributos que deu para o entendimento da Arte Cristã.

E é com base nas ideias que defendeu, que se percebe, muitíssimo bem (pelo menos percebemo-lo e aceitamos), que a partir do momento em que J. Képler demonstra que as órbitas não eram circulares mas sim elípticas, que então a Elipse passou a ter também um lugar na arquitectura**.

_Grabar-Les voies... p.325.jpgver op. cit. p. 325

p.333.jpgop. cit., p. 333

_Grabar-Les voies... p.334.jpg op. cit., p. 334

 E a terminar faz todo sentido associar este vídeo-post da Filipa AC, a ver desde o principio ao fim, porque são ainda hoje as mesmas preocupações da Humanidade. Embora já nem sempre relacionadas com Deus, ou, se quer, transformadas em detalhes e «decorações» da Arquitectura.

*Ver imagens alusivas a uma obra escrita no século II por Cláudio Ptolomeu

**Apesar de muitas vezes a Elipse ser confundida com a Oval (pelos que não dominam a Geometria), existem vários exemplos... Quer na composição urbana - Praça de S. Pedro: quer ao nível dos detalhes (em Portugal) de obras menos conhecidas.

link do postPor primaluce, às 15:00 

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



 
Primaluce: Uma Nova História da Arquitectura
Maio 2018
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
19

20
22
23
25
26

27
28
29
30
31


tags

todas as tags

subscrever feeds
blogs SAPO