Muitas imagens da arquitectura foram «iconoteologia». Many images of ancient and traditional architecture were «iconotheological». This blog is to explain its origin.
13.1.20

Em nossa opinião estas arcarias são «altamente falantes», e portanto ICONOTEOLÓGICAS.

E se por uns são atribuídas à Cultura Islâmica, outros referem tratar-se de uma obra românica.

Para nós faz mais sentido, já que este tipo de arcos entrecruzados em geral é associado ao Romanesque; que é o equivalente do nosso estilo Românico, embora em Portugal não tenhamos conhecimento da existência de arcarias com este desenho/configuração.

 

Como defendemos, desde 2001 - e perante as informações que o estudo do Palácio de Monserrate nos «deu» -, alguns povos, em geral os designados bárbaros, que quiseram entrar e fixarem-se no antigo Império Romano; esses povos serviram-se de sinais visuais, tradutores das ideias teológicas em que acreditavam, tendo originado assim iconografias muito próprias*, que usavam para marcarem as suas obras.

 

Tratavam-se de sinais que os identificavam enquanto povo(s), com um património cultural próprio, mas simultaneamente na sua vontade, que é notória, de pertença e integração numa região geográfica.

 

A região que, depois das decisões dos chefes políticos (o Imperador Constantino), se estava a cristianizar, cada vez mais (como se sabe, e veio a acontecer).

 

Todas as fotografias seguintes vêm da wikimedia commons, pertencem a Diego Delso**, e foram extraídas da primeira sendo todas adaptadas para este post:

SanJUanDeDuero-0.jpg

License CC-BY-SA

SanJUanDeDuero-1.jpgSanJUanDeDuero-3.jpgSanJUanDeDuero-4.jpg

Acima, no rectângulo assinalado é claríssima a vontade de leitura de uma sobreposição. Para fazer passar (e portanto para se ler) - sublinhadíssima pela incisão de um sulco na pedra - a ideia do cruzamento de círculos. 

 

Cruzamento que numa escrita ideográfica, permitia traduzir a ideia da proveniência do Espírito Santo, em simultâneo, do Pai e do Filho. Ideia que ficou registada para a História como FILIOQUE***.

 

Por hoje, e para acabar - como se Arquitectura não tivesse sido no passado, mais do que é agora, uma ARTE VISUAL - repare-se na simbiose (falante, pois claro) emtre um arco ultrapassado e um arco quebrado

SanJUanDeDuero-8.jpg

E enfim, sendo tanta a informação que se pode retirar de uma única fotografia, de uma série de arcos,...

o melhor será continuar depois!

~~~~~~~~~~~~~~~~~~

*Como é o caso das chamadas Bandas Lombardas; e neste exemplo trata-se do que também é conhecido como Normando-Gothico

**Autor original: "Credit me as the original author and use the same license. To do so add "Diego Delso, delso.photo, License CC-BY-SA" legibly next to the image."

***De tudo isto já escrevemos, e não foi pouco, no nosso livro dedicado a Monserrate - Monserrate, Uma Nova História - como se pode ver no Cap. I, pp.27-49, no Cap. II, pp. 60-74, no Cap. III, pp. 106-123, e na Sintese Final pp. 156 em diante. 

link do postPor primaluce, às 13:00  comentar

 
Primaluce: Uma Nova História da Arquitectura
Janeiro 2020
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


tags

todas as tags

blogs SAPO