Muitas imagens da arquitectura foram «iconoteologia». Many images of ancient and traditional architecture were «iconotheological». This blog is to explain its origin.
13.10.12
 É natural, supomos, que quem domina a Geometria possa ir mais longe nas leituras que faz das formas arquitectónicas, e o seu desenho?

Em posts anteriores mostrámos Ovais que são figuras resultantes de concordâncias geométricas. Figuras cujo desenho exige rigor matemático, para que as curvas (ou arcos), nos pontos de concordância tenham os respectivos centros alinhados: i. e., pertencentes à mesma linha recta.

Já mostrámos, várias vezes como dois círculos secantes, geraram o Arco Quebrado, de acordo com uma determinada asserção teológica.

Mas sabemos que muitas outras figuras, simples e compostas originaram outras «fórmulas» que também aludiam à Trindade Cristã. A mais comum é o Triângulo, geralmente Equilátero, mas também o «Y» como já explicámos no trabalho dedicado a Monserrate*. 

 

A figura acima - uma oval - originou um Arco que também foi significante.

Por vezes é chamado Arco Abatido, ou até arco em Asa de Cesto, mas o importante é ser constituído por 3 Arcos (de círculo).

 

 
Enfim, vantagens de ser Geómetra!
De ter "...réguas e compassos nos olhos...", dizia Miguel Ângelo.
~~~~~~~~~~~~~~~
* Sobre o «Y» para representar Deus, Cristo e a Trindade, ler: "...ou até por um “Y” - que traduziria “mais rigorosamente”, como lemos na expressão “structure géométrique rigoureuse" - a posição relativa das três Pessoas (ou Hypostases na palavra grega)...", in Monserrate, uma nova história, op. cit., p. 38.
link do postPor primaluce, às 23:00  comentar

 
Primaluce: Uma Nova História da Arquitectura
Outubro 2012
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9

19
20

21
22
23
24
25
26

28
29
30
31


tags

todas as tags

blogs SAPO