Muitas imagens da arquitectura foram «iconoteologia». Many images of ancient and traditional architecture were «iconotheological». This blog is to explain its origin.
18.2.15

Será que se consegue obrigar a ver e a ouvir? A Justiça que quer ser cega? O MEC que quer ser MOUCO?

 

Sobre a indiferença que tende a ser global como o Papa Francisco escreveu conhecemos centenas, senão milhares (?) de exemplos. Claro que aqueles que conhecemos melhor são os que, nós mesmos, somos (ou fomos e continuamos a ser) objecto dessa indiferença. Em 2002 ao estudar o Palácio de Monserrate na FAC de Letras fizemos várias descobertas que se resumem no facto de a História da Arte (do Ocidente Europeu) dever ser vista como uma ICONOTEOLOGIA. Vezes, incontáveis pedimos ajuda - e aqui mais uma vez estamos a fazê-lo. Com a esperança de que, pelo menos desta vez não sejamos novamente objecto de um encolher de ombros, mais ou menos violento de quem se sente incomodado. O que descobrimos muda substancialmente a historiografia da Arte Europeia, cuja formas nasceram de modo quase directo naquilo que é o Pensamento Visual como Rudolph Arnheim o explicou. É toda uma temática que pode ajudar os Europeus a compreenderem muito melhor a génese cristã da cultura europeia: incluindo a actual, claro. É toda uma temática que permite evidenciar a simbiose entre cultura religiosa antiga e as tradições que chegaram até hoje. Enfim como a Arte e o Património devem ser vistos como a materialização de valores intangíveis, alguns agora até são considerados «patrimónios imateriais».

http://rr.sapo.pt/informacao_detalhe.aspx?did=178739

Será que se consegue obrigar a ver, quem quer ser cego?

 

link do postPor primaluce, às 19:05  comentar

 
Primaluce: Uma Nova História da Arquitectura
Fevereiro 2015
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
13
14

15
16
17
19
20
21

22
23
24
25
26
28


tags

todas as tags

blogs SAPO